Convento de Santa Clara

Integrado num vasto conjunto monumental que integra também a Igreja Gótica de Santa Clara, o respetivo claustro e o aqueduto, este Convento feminino foi instituído em 1318 por D. Afonso Sanches, filho bastardo de D. Dinis, e extinto no século XIX. O edifício conventual de Clarissas foi parcialmente reedificado em 1777, sendo alvo de sucessivas alterações até finais do século XX.

A sua volumetria assume-se de forma majestosa perante a vila e sobre o Vale do Rio Ave, com uma imagem neoclássica. Os corpos mais evidentes das fachadas apresentam-se integralmente em cantaria com sóbrio embasamento e dois pisos superiores com marcações verticais de pilastras entre os vãos. A marcante platibanda possui monumentais fogaréus no alinhamento das pilastras. A fachada sul sobre o Rio Ave apresenta um corpo central encimado por frontão igualmente marcante e um elemento escultórico representando Santa Clara e um Elefante. Os vãos de sacada são protegidos por imponentes gradeamentos de ferro e as fachadas que limitam o pátio a norte possuem um tratamento arquitetónico mais simples, sendo enquadradas pelo jardim que envolve o antigo claustro.

O convento foi recentemente reabilitado no que se refere a coberturas, fachadas, elementos pétreos e caixilharias de madeira pintada.

O convento de Santa Clara encontra-se integrado na Zona Especial de Proteção da Igreja de Santa Clara.

A área a afetar a uso turístico é a totalidade do imóvel.

O modelo jurídico é o de concessão.

Concelho: 
Vila do Conde
Envolvente: 
Situa-se numa pequena colina, na periferia da malha urbana de Vila do Conde, com excelentes vistas sobre o Vale do Rio Ave e sobre a própria cidade.
Categoria de proteção: 
Imóvel de Interesse Público
Técnico Responsável: 
Fernando Teixeira
Observações

Clique para ver imagens imóvel

Localização: