Portugal não pode desbaratar o seu património histórico e cultural, diz ministro

"Portugal não se pode dar ao luxo de desbaratar um dos seus recursos", como o património histórico, e "tem a obrigação de o manter", afirmou o ministro da Economia, que falava aos jornalistas, hoje, em Coimbra, depois de ter visitado o Convento de Santa Clara-a-Nova, que vai ser concessionado a privados, no âmbito de um programa lançado pelo Governo e que envolve 30 edifícios históricos em todo o país para projetos turísticos.

 

Diario Digital 28.09.2016